Podcast

Published on May 24th, 2016 | by Mauricio Cruz

20

#005 – Comenta, documenta e senta que é de menta

Com o espírito de reviver clássicos da música brasileira trazemos para vocês mais um The Walking Dev!

Conseguimos juntar toda a equipe do site para discutir comentários de código e documentações em projetos. Apesar de ser um tema já bem discutido aqui no site, atualizamos nossa visão (por vezes anárquica) desse tema sempre polêmico. Escute, comenta, divirta-se e lembre-se: se for sexta-feira, rode a SE14 na MARA (por sua conta e risco, claro).

Link para o feedhttp://feeds.feedburner.com/the-walking-dev
Assine no iTunes: clique aqui

Críticas? Dúvidas? Sugestões? Você já foi passear com o cachorro e falou que estava testando um ALV? Então comente aí embaixo!
Muito obrigado por ter escutado e até a próxima! \o/

 

Quer baixar o “Dia de Maldade ABAP” separadamente para mandar para os coleguinhas? Clique aqui (com o direto > Salvar como)

 

Links e recomendações do episódio:

 

Posts do ABAPZombie sobre o tema:

Documentações e o tempo perdido que não volta mais

A arte milenar de comentar códigos ABAP

ASCIIDOC

Porque comentar código não é legal

Comentários bizarros do Standard

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page


About the Author

é pasteleiro há alguns anos e criou o ABAPZombie junto com o Mauro em 2010. Gosta de filosofar sobre fundamentos básicos da programação e assuntos polêmicos. Músicas estranhas, artes marciais e games indies são legais. Zumbis não. Converse comigo no twitter e conheça o meu livro de ABAP!



20 Responses to #005 – Comenta, documenta e senta que é de menta

  1. Ricardo says:

    Muito bom o Podcast… poderia ser diário!
    Quanto ao comentários, sou igual ao Leo…. mas como eu tenho que seguir os padrões da empresa, deixo tudo comentado! rs

  2. Rafael says:

    HOJE É DIA DE MALDADE!!! haha

  3. Diego says:

    Galera,

    Bacana o posto eim. Algumas coisas também concordo com o que vocês falaram, mas numa próxima tinha que trazer um para defender os comentários. KKKK..

    Abraço!!!

    • Leo Schmidt says:

      Olá Diego, muito obrigado pelo elogio.

      Até procuramos alguém pra defender os comentários de código, mas ninguém quis participar pois estavam todos muito ocupados em projetos de enxugamento de gelo e desentortagem de banana.

      Abraços.

      • Diego says:

        Leo,

        Não muda nada mesmo. Não que eu seja um defensor de comentário, mas como estava falando com o pessoal aqui, as vezes o cara comenta simplesmente porque sem comentário parece que falta algo até por isso sai os “Selecionar tabela Mara” logo antes da seleção da MARA.

        • Leo Schmidt says:

          Ah, é que nem a gente comentou mesmo, a galera às vezes faz por tradição. Se vc para e pensa antes de fazer, dificilmente vc vai encontrar uma utilidade.

  4. Renato Bonini Neto says:

    Prá deixar meu curtir do face aqui….

    comentário esse Leo é uma farsa, posso provar com códigos que ele mexeu recentemente e não removeu os comentários !!!… kkk

    Quero ver vcs ganharem do nome da Tabela de Transações de Analistas, que um gerente do cliente (que era pago para revisar nossas documentações) deu um chilique esbravejando “- Quem tem coragem de criar uma tabela com este nome….ZTRAxxx_ANxxx !!!”… bem acredito que não preciso completar os “xxx”…

    []s

    • Mauricio Cruz says:

      Ooooooooooorraaaaaaaaaaaa

      Quer dizer que o movimento anárquico é uma farsa? ME ENGARAM

      • Leo Schmidt says:

        Caro Bonini,

        Obrigado pelo comentário (estou me controlando para não deletá-lo).

        Ultimamente neste projeto não estou com muito tempo (tampouco paciência) para limpar comentários inúteis, então algumas coisas estão realmente escapando. Prometo retornar ao comportamento xiita em breve.

        Grato,
        Leo

  5. Fala Zumbis,

    Sou ouvinte assíduo e admirador do trabalho do Maurício (Leitor Número 1 do Livro™) e mesmo não trabalhando com ABAP me divirto (e aprendo, por que não?) ouvindo os podcasts.

    Prometi pra mim mesmo que vou comentar todos os casts, já que valem a pena!

    Com relação a documentação, nos meus 10 anos trabalhando com TI, vi que não difere muito não a questão de documentar o que é feito (os famosos procedimentos) e segue uma história que representa bem a preguiça de documentar:

    Entrei em uma empresa e os erros de alguns sistemas éramos orientados a falar com o Paulo Pereira*.

    “Passa pro PP”
    “Ah, isso é com o PP”
    “Liga pro PP que ele resolve!”

    E nos e-mails de resolução o PP somente escrevia “Atendido por Paulo Pereira”.

    Até o dia que o PP saiu da empresa e todos que trabalhavam com ele ficaram na mão, a solução foi ligar para outras pessoas que já sabiam as soluções ou muita, muita buscas nas comunidades e no google (com agravante que não tínhamos nem código, nem programa, nada para debugar e encontrar uma solução!).

    Um abraço e até o próximo cast!

    *Nome fictício

    Ricardo

    • Mauricio Cruz says:

      Gostaria de dizer que o Ricardo de fato tem o título de Primeiro Leitor Pós-Publicação™ e que se você tem algum problema com isso, fale com o PP.

      Atendido por Mauricio Cruz

      (valeu mano! 😀 )

  6. Guilherme says:

    Acabei de passar pelo seguinte comentário:

    * Do the calculations by hand. This is going to be slow. This is going to be a pain.
    * What is a man to do?

    cl_abap_zip=>crc32

  7. Allan says:

    Mauro é o cara!
    Gente boa!

  8. Carlos says:

    Seria interessante colocar o MP3 em WINRAR para evitar bloqueios de download nas empresas. rs

  9. Luiz Guilherme Cerqueira Campos says:

    Poxa galera, muito bacana!!
    Sou iniciante no mundo ABAP e fico comparando as vantagens da orientação a objetos com as desvantagens da estrutural. A maioria das pessoas que conversei do mundo ABAP não usam orientação a objetos, acho que existe uma certa preguiça e quebra de paradigma em usar orientação a objeto. As pessoas não compreendem que o trabalho que é exigido no momento e a “perda de tempo” em escrever mais linhas com a orientação a objetos nos promovem ganhos com manutenção.
    Continuem postando e acrescentando aos nossos conhecimentos, aprendi muito com vocês.

    Valeu galera, abraco

  10. Wesley Fernandes says:

    Muito bom o podcast já ouvi algumas vezes esse episódio e sempre curto muito e recomendo para todos amigos e colegas, um texto que li que remete muito alguma dessas historias foi:

    https://bar8.com.br/documentação-sap-trabalho-jogado-no-lixo-depois-de-um-tempo-9551c437031c#.pifhgdfoe

    e

    https://bar8.com.br/tdd-abap-sap-f8b5c1780049#.2bncfsiq0

    Espero ter contribuido com a galera!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to Top ↑