Dicas ABAP

Published on January 17th, 2011 | by Mauricio Cruz

3

Transport Requests – Dicas simples de utilização

É pessoal! O SAP tem essa “maravilha da nova era” que se chama Transport Requests.  Sejamos sinceros: o negócio é legal, e funciona bem para comparar versões, para transportes, para organização de objetos… se usado corretamente.

Normalmente, a maioria dos problemas de requests está relacionado ao mau uso ou com a falta de conhecimento. Por exemplo, esses dias eu escutei um colega de trabalho pseudo-iniciante falar que era impossível agregar vários objetos e versioná-los numa mesma request… se ele ler o post, vai ver que dá sim 😉

Dicas simples de requests para você usar no seu projeto:

* Utilizar a transação SE09 para os casos abaixo!

1 – Você pode prevenir que usuários coloquem objetos em suas requests sem que você saiba… é só protegê-la! É legal fazer isso porque, por padrão, o SAP avisa que vai criar uma task nova para o usuário que não é dono da request, e adiciona o objeto. Com a proteção, o SAP barra!

Clique na Request, vá no menu da figura, e escolha Proteger. Vai aparecer o cadeado ali. Agora, tente adicionar um objeto com um outro usuário que não seja o dono da Request e que não tenha nenhuma Task nessa Request. O SAP irá barrar automaticamente!

Para voltar, é só anular a proteção.

2 – Adicionando requests dentro de outras requests, versionando os objetos.

Muita gente sabe como colocar requests dentro de outras requests, mas muitas vezes o pessoal esquece de versionar o objeto dentro de uma só request. Vamos ao cenário:

– Você tem uma request já transportada, e gostaria de adicionar os objetos dela numa nova request.

– Entre na SE09 e ache a request alvo. Siga os passos da figura para adicionar os objetos:

Nesse caso, eu estou colocando os objetos de uma request já transportada (no campo REQUEST VAI AQUI!) em uma request aberta. Existe a opção de colocar de várias requests e outras coisas.. daí é só fuçar 🙂

– Agora vem a parte interessante. Se você só adicionar as request, os objetos não vão ficar bloqueados na request onde você os inseriu. Então, você tem que entrar na request e forçar o bloqueio:

Note em 1 que os objetos adicionados vão ficar embaixo da Request, sem nenhuma task. Com um duplo clique na request, você vê em 2 que os objetos não estão bloqueados. Selecione todos e clique no cadeado (alguns objetos não podem ser bloqueados, como comentários ou dados de tabela… normalmente não dão problema, mas sempre analize caso a caso 🙂 )

E pronto. Com os objetos bloqueados na nova request, você evita que um objeto esteja ao mesmo tempo em duas requests, além de colocar essa request na lista de versões do objeto (para fazer comparações de versões entre DEV, QAS e PRD). É mais ou menos isso que o pessoal usa para fazer as famosas requests jumbo (request com várias requests dentro. Conhecida também como request-salva-projeto-porque-o-projeto-perdeu-o-controle-da-ordem-dos-transportes :mrgreen: ).

3 – Por último, uma mais simples. Criando tasks para vários usuários, e ainda tirar um sarro da cara deles. 😈

Aeee, vire chefe do seu colega 😀 E fale que não vai pagar salário!.. na verdade, isso cria uma task para um user X dentro de uma request de um user Y. Você pode usar em conjunto com a proteção ali em cima! 🙂

E pronto!

Coisas simples que ajudam. Tome muito cuidado no gerenciamento de requests, pois é fácil se perder!

Abraços!


Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Email this to someonePrint this page

Tags: , , ,


About the Author

é pasteleiro há alguns anos e criou o ABAPZombie junto com o Mauro em 2010. Gosta de filosofar sobre fundamentos básicos da programação e assuntos polêmicos. Músicas estranhas, artes marciais e games indies são legais. Zumbis não. Converse comigo no twitter e conheça o meu livro de ABAP!



3 Responses to Transport Requests – Dicas simples de utilização

  1. Jorge says:

    Muito bom a dica sobre requests!
    A opção de proteção contra usuários invasores é ninja mesmo!!!
    Parabéns!!
    Abrassssssssssss

  2. Vinicius Ostan says:

    Ótimo post, ajudou muito!!!
    Parabéns equipe

  3. Robson says:

    kkkkkkkkkkkk
    rachei com a definição da request jumbo… fato!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to Top ↑